05/08/16

Verdade absoluta aplicada de modo indiscriminado

A verdade é uma só, mas podemos praticá-la de diversas maneiras. 

Pois nada podemos contra a verdade, mas somente em favor da verdade. Ficamos alegres sempre que estamos fracos e vocês estão fortes; nossa oração é que vocês sejam aperfeiçoados.
2Co 13:8-9

A verdade é absoluta e irrevogável, pois se precisar sofrer modificações, passa a ser mentira. Não há duas ou mais visões a respeito da verdade, mas há formas diferentes de praticá-la. O amor, por exemplo pode ser praticado em diversas situações do cotidiano e ganhar a forma da necessidade da pessoa alvo do nosso amor. Dependendo da situação, o amor se manifesta com um abraço ou com uma reprimenda.

Em todas as ocasiões o amor se faz necessário. Não há como enriquecer alguém, sem perder algo que nos faz bem. 

Cuide apenas para não encobrir a verdade com uma mentira. Pois o amor não nos faz mentir. A verdade é para ser praticada em amor, e não encoberta atrás de dramaticidade litúrgica, onde se mostra por fora o que não somos por dentro.


27/07/16

O teste definitivo

Você Passaria neste teste?

“Passado algum tempo, Deus pôs Abraão à prova, dizendo-lhe: “Abraão!” Ele respondeu: “Eis-me aqui”. Gênesis 22:1 

Depois dessas coisas, pôs Deus Abraão à prova (אחר) e lhe disse: Abraão! Este lhe respondeu: Eis-me aqui! Gn 22

A palavra hebraica traduzida aqui como "por à prova" é אחר (achar). Cujo significado é atrair para uma situação onde a pessoa será provada. No caso de Abraão, tinha a ver com a sua capacidade de obedecer, um item no qual o pai de uma multidão, ainda não havia tirado nota dez. Saiu de Ur, como Deus havia mandado, mas fez um filho com Agar, empregada doméstica de sarai. Foi para a Terra que Deus disse que ainda lhe mostraria, mas ofereceu eliezer como substituto do filho que puxaria a sua descendência. Duvidou que a promessa fora feita para o casal e não só para ele. Mentiu para abimeleque, rei filisteu, o que significava abrir mão de sara, sua esposa, por acreditar, que ela era dispensável para o cumprimento da promessa.

Quem não acredita, também não obedece. A ordem de oferecer seu filho como uma oferta, parecia o equivalente a dizer a Abraão, que abandonasse o projeto no qual investira o melhor da sua vida. Holocausto עלה (Olah) significa "oferta queimada", isto é, totalmente consumida. 


Talvez aquele homem tenha chegado ao ponto de orar assim: "Senhor, tu me fizeste chegar até aqui, só para carregar um pote cheio de cinzas do meu filho, e guardá-lo como como lembrança do meu fracasso? "Ora, se a promessa fora feita a Isaque, então Deus daria um jeito, e o ressuscitaria.

Veja quais são as pessoas com quem Deus se comprometeu: "... aliança que fez com Abraão, e do seu juramento a Isaque" (1Cr 16.16). Abraão creu em Deus, e com isto garantiu a continuidade do projeto de Deus.

Na hora H, ocorreu mais uma teofania, manifestação divina na forma mais conveniente para o momento. Neste caso, ocorreu na forma de um anjo, cujo papel foi impedir que o sacrifício fosse consumado. Era uma teofania porque o anjo falou como se o sacrifício fosse oferecido a ele: "não me negaste teu filho, teu único filho" (Gn 22.10-13). 

Obediência extrema é o que Deus pede de todos os seus servos. As vezes ele nos põe à prova, porque não entregaria seus negócios em mãos vacilantes. Abraão mostrou que havia chegado exatamente onde Deus o queria.

Abraão finalmente aprendeu sobre a morte substitutiva do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Este seria o seu descendente futuro, capaz de abençoar quem o abençoasse. Jesus Cristo seria o descendente de Abraão que abençoaria todas as nações. Foi para entender isso, que Deus atraiu Abraão até ali.



Ubirajara Crespo 

14/07/16

Arqueologia a serviço da fé

Pela primeira vez, cientistas descobrem cemitério filisteu.

O cemitério do povo mencionado na Bíblia foi encontrado ao Sul de Israel. Arqueólogos esperam que a descoberta ajude a desvendar a origem dos filisteus
......

Uma descoberta, que desvenda o mistério, que cercava a existência de um povo muito citado na Bíblia, veja existência não havia sido comprovada. Historiadores ateus usavam esta informação para lançar dúvidas quanto à exatidão do relato bíblico.

Mais uma vez ficou provado, que a Bíblia tinha razão.

.........

Esqueleto é descoberto durante trabalhos de escavação em um cemitério filisteu, recém-descoberto no parque nacional de Ashkelon no sul de Israel (Amir Cohen/Reuters)

Cientistas afirmam ter encontrado um cemitério pertencente aos filisteus, ao Sul de Israel. Essa é a primeira vez que um cemitério pertencente ao antigo povo descrito na Bíblia é encontrado por arqueólogos e deve oferecer pistas preciosas para a compreensão da origem dos filisteus – até hoje um mistério. O anúncio foi feito no último domingo e marcou o fim de trinta anos de escavações na região do Parque Nacional de Ashkelon, feitas pela expedição Leon Levy. Foram encontrados 145 conjuntos de restos mortais, no cemitério datado entre os séculos 10 a. C. e 12 a. C.

“Essa descoberta vai nos ensinar muito sobre os filisteus – aprendemos sobre suas casas, o que comiam e com quem faziam negócios, mas agora estamos vendo como eram as pessoas”, afirmou o arqueólogo Daniel Master, pesquisador da Faculdade Wheaton, nos Estados Unidos,  e um dos líderes da expedição, à CNN.

Expedição – Acredita-se que Ashkelon seja uma região que tenha sido dominada pelos filisteus desde 1150 a.C. Na Bíblia, o povo é considerado inimigo dos israelitas e acredita-se que eles tenham migrado para Israel por volta do século 12 a. C., vindos do Oeste da Europa. Golias, gigante que, segundo a Bíblia, foi vencido por Davi antes que ele se tornasse rei, teria sido o mais famoso deles.

Ashkelon começou a ser escavada em 1985 por uma equipe composta de pesquisadores da Universidade Harvard, Boston College, Wheaton e Universidade Troy, nos Estados Unidos. Em 2013, foram encontrados os primeiros indícios do cemitério. Seu conteúdo, entretanto, foi mantido em segredo até o fim das escavações, para que os trabalhos pudessem continuar sem interrupção.

Os cientistas anunciaram ter descoberto, durante todo esse tempo, corpos enterrados próximos a utensílios, como pequenos jarros onde eram guardados perfumes, vinho ou azeite de oliva. Acredita-se que o conteúdo dos jarros possa ter sido alguma espécie de oferenda ou de método de preparo dos corpos – o perfume pode ter conteúdo simbólico ou apenas prevenir o odor da decomposição, indicam os pesquisadores. Alguns corpos foram sepultados com joias e outros, com armas. Em áreas separadas, os cientistas também encontraram jarros com os ossos de crianças e recipientes com vestígios de corpos cremados – uma técnica rara e bastante cara para a época.

A próxima etapa da pesquisa é fazer exames de DNA e a datação dos ossos encontrados por radiocarbono, para descobrir ao certo de onde vieram. Os pesquisadores acreditam que, além de oferecer pistas sobre a origem dos filisteus, a pesquisa possa revelar mais sobre o modo de vida e composição social do povo. “O cotidiano aqui era cosmopolita, mais elegante e conectado com outras partes do Leste do Mediterrâneo do que o estilo mais modesto dos israelitas”, afirmou o arqueólogo Lawrence Stager, lider da expedição, ao site do jornal britânico The Guardian.

FONTE :  VEJA

A Bíblia do Guerreiro, a estação de tratamento e abastecimento onde você precisa parar todos os dias. O remédio mais eficaz para tratar o seu coração é a Palavra de Deus.