31/07/2012

Nem sempre o golpe mais dolorido é desferido pelo inimigo


TEXTO BÍBLICO: Ez 17:3: E disse: Assim diz o Senhor DEUS: Uma grande águia, de grandes asas, de plumagem comprida, e cheia de penas de várias cores, veio ao Líbano e levou o mais alto ramo de um cedro. 

COMENTÁRIO: Duas águias são mostradas aqui. A PRIMEIRA é Babilônia e a outra representa o Egito, conforme o próprio texto. Babilônia foi escolhida por Deus para preservar o povo de Israel, que se autodestruía com as suas práticas pecaminosas. Tira-los de perto daquela fogueira exterminador foi plano de Deus e não de homens. Ezequiel 17:4,5: E disse: Assim diz o Senhor DEUS: Uma grande águia, de grandes asas, de plumagem comprida, e cheia de penas de várias cores, veio ao Líbano e levou o mais alto ramo de um cedro. 
E arrancou a ponta mais alta dos seus renovos, e a levou a uma terra de mercáncia; numa cidade de mercadores a pós. Tomou da semente da terra, e a lançou num solo frutífero; tomando-a, colocou-a junto às muitas águas, plantando-a como salgueiro.

A outra águia era o Egito, que por diversas vezes serviu como um laço para Israel, mas parecia exercer um misterioso fascínio sobre o povo, pois os seus deuses eram permissivos e exibiam ouro, danças sensuais e pedras preciosas ao ofereceram abrigo e promessas vazias. Nos dias de José foi instrumento de bênção em tempo de escassez, mas não se engana, presentes damos por conveniência, são cobrados mais adiante. Naquele momento a sobrevivência do Egito estava nas mãos de um hebreu.

E houve mais uma grande águia, de grandes asas, e cheia de penas; e eis que esta videira lançou para ela as suas raízes, e estendeu para ela os seus ramos, desde as covas do seu plantio, para que a regasse. Num bom campo, junto a muitas águas, estava ela plantada, para produzir ramos, e para dar fruto, a fim de que fosse videira excelente. Dize: Assim diz o Senhor DEUS: Porventura há de prosperar? Não lhe arrancará as suas raízes, e não cortará o seu fruto, para que se seque? Para que sequem todas as folhas de seus renovos, e isto não com grande força, nem muita gente, para arrancá-la pelas suas raízes (Ezequiel 17:7-9)

Na troca do seu imperador sofreram uma recaída e, a partir deste momento se transformaram em arapuca de escravidão para o povo de Deus. Alianças como esta ainda são oferecidas para a Igreja, a porção atual, escolhida para representar o Povo de Deus. Estas ofertas vêm em forma de bancadas políticas, dinheiro de empresários, acesso a mídia facilitado por pessoas influentes, alianças religiosas e promessas de crescimento exponencial. E olha que tem muita gente fascinada por este tipo de coisa. O diabo sabe onde a gente sente cosquinha.

Babilônia, por sua vez, se tornou uma incubadora da cultura hebraica, preservando uma porção do povo na Terra e levando para sua sede aquilo que judeus tinham de melhor em termos de recursos humanos. São representados pela ponta mais alta da árvore mencionada por Ezequiel. Nesta terra, israelitas de alta estirpe, como Daniel, Sadraque, mezaque e Abdnego, ocuparam cargos de governo e exercerem forte influência sobre a cultura local.

Quem nos ataca é nosso amigo, mesmo não sabendo disto. Mesmo quem nos fere ajuda a renovar a nossa tática de vida.

Leve ainda em consideração, que foi no andar desta carruagem, que Israel, encontrou o caminho de volta, para a sua Restauração. Esdras e Neemias ressuscitaram o sonho de acordar uma nação que se transformara em cinzas, mas que ainda conseguia sonhar: Israel. Foi assim que retomaram o seu propósito original de nação que daria luz ao Messias, a Esperança de Israel.

Ubirajara Crespo

A Bíblia do Guerreiro, a estação de tratamento e abastecimento onde você precisa parar todos os dias. O remédio mais eficaz para tratar o seu coração é a Palavra de Deus.