29/04/2015

Golpe decisivo na Operação Lava à Jato

Voto decisivo de Gilmar Mendes, solta amigo do Lula e chefe da máfia das construtoras do Petrolão.

O voto decisivo a favor da liberdade do criminoso foi de Gilmar Mendes, somado aos votos favoráveis à soltura deste meliante, de Teori Zavascki e Dias Toffoli. Votaram contra a ministra Carmem Lúcia e Celso de Mello. Conclusão: Gilmar Mendes, com seu voto. se
Segundo observadores, está decisão pode ter comprometido a Operação Lava jato.

(Folha) Após mais de cinco meses de prisão no Paraná, o empreiteiro da UTC Ricardo Pessoa, preso na Operação Lava Jato, irá para prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica. O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta terça-feira (28) transferir o executivo, apontado como líder do chamado clube das empreiteiras que, de acordo com o ministério público, combinava preços das licitações da Petrobras. O julgamento ainda não terminou porque falta o voto do ministro Celso de Mello, mas três ministros da 2ª Turma do Supremo defenderam essa posição. Com isso, Pessoa deve ser liberado ainda nesta terça, mas terá que cumprir condições, como entregar seu passaporte e não manter contato com outros acusados. 

A decisão sobre Pessoa abre caminho para que outros acusados de participação esquema de corrupção na Petrobras também sejam soltos. Os casos, no entanto, precisam ser analisados individualmente, uma vez que cada acusado teria um papel diferente no esquema. Ao todo, 25 pessoas, entre empresários, doleiros, operadores e políticos que estão presos no Paraná. Além disso, a determinação do Supremo pode ter efeito nos rumos das investigações, uma vez que a Justiça do Paraná só tem liberado os acusados que fecham acordo de delação premiada, passando a colaborar com a investigação em troca de penas mais brandas.
A Bíblia do Guerreiro, a estação de tratamento e abastecimento onde você precisa parar todos os dias. O remédio mais eficaz para tratar o seu coração é a Palavra de Deus.