26/04/2015

A mentira de Abraão

Abraão, o Pai da fé, não era isento, mas mesmo assim, eram irrepreensível, pois a confissão nos livrar da ira e das o sequências do pecado. Há momentos em que amamos mais a vida do que a nossa relação de fidelidade ao Pai Celestial, mas há sempre uma saída deste buraco.

Gn 26.9. Então chamou Abimeleque a Isaque, e disse: Eis que na verdade é tua mulher; como pois disseste: E minha irmã? Respondeu-lhe Isaque: Porque eu dizia: Para que eu porventura não morra por sua causa. 10. Replicou Abimeleque: Que é isso que nos fizeste? Facilmente se teria deitado alguém deste povo com tua mulher, e tu terias trazido culpa sobre nós. 11. E Abimeleque ordenou a todo o povo, dizendo: Qualquer que tocar neste homem ou em sua mulher, certamente morrerá.

Enquanto criava o ser humano, Deus embutiu nel  o sentimento de culpa, mas, apenas em uma quantidade suficiente para o proteger de situações trágicas e constrangedoras. Pois foi este o sentimento, que levou Abimeleque a evitar relações íntimas com aquele monumento de beleza, que era Sara.

O prazer dura um só momento, mas a doença de alma, provocada por ele, pode durar uma vida inteira.

Quando vira doença, seja por excesso, ou por falta dela, a culpa se transforma em um agente corrosivo, nos levando a cometer atos desmedidos. Neste caso, deve ser tratada com o perdão, a ser concedido a si mesmo e a quem mais for preciso concede-lo.

Deus já nos deu a confissão como uma válvula de escape capaz de nós livrar dos males provocados pela insistente sensação de culpa (1Jo 1.9).

Quem é você para cobrar uma dívida, que foi contraída com Deus?

Quem é você para insistir em cobrar uma dívida, que Deus já perdoou?

Quem você acha, que é, para exercer, contra si mesmo, o papel de acusador, que pertence somente ao diabo?

Ubirajara Crespo 
A Bíblia do Guerreiro, a estação de tratamento e abastecimento onde você precisa parar todos os dias. O remédio mais eficaz para tratar o seu coração é a Palavra de Deus.