12/02/2016

Varanda mágica




Visões que busco sentado na varanda.

A minha varanda é o meu Recanto Tranquilo, onde posso me assentar, interagir com os esquilos, brincar com as cadelas, segurar a mão da Lídia, e ouvindo as aves cantarem, não apenas leio a minha Bíblia, mas a estudo com afinco. Neste ambiente eu viajo por idéias, princípios de vida, revejo posições, faço auto avaliações, me arrependo, choro de alegria e me entristeço ao perceber que, não tenho o controle total sobre minhas ações. No entanto, é aqui, que me reconcilio com o meu Senhor e comigo mesmo, sou perdoado e me levanto aliviado.

Me afastei daquela vida artificial da grande cidade e a troquei por um ambiente mais próximo da natureza. De vez em quando dou uma passada pelos ambientes artificialmente aclimatados do ShopPing, iluminados pela luz elétrica, enfeitados por flores plásticas e adereço acrílicos. Lembro do tempo em que vicia lá, e sempre que voltavam pra casa, pegava o meu  tablet e viajava por diversos lugares dentro e fora do planeta, participava de pescarias, cultivava amigos, geria fazendas, dirigia carros de corrida, participava de jogos grupais,interagia com pessoas que nunca abracei nem  tomei um cafezinho apressado no bar da esquina. Tudo virtual.

São poucos os prazeres reais experimentados em uma cidade grande, a não ser aqueles que você deseja produzir, quimicamente, em seu corpo. Talvez seja por isso, que o mercado das anfetaminas, do pó e da fumaça se mostra tão prodigioso. Nestes  lugares as pessoas vivem em constante confinamento e precisam sair um pouco de si mesmos.

Pessoas, mesmo, somente movidos por obrigações profissionais e por uma frenética busca para satisfazer necessidades fabricadas pela mídia, pela química das bolinhas azuis, por estímulos visuais  de impulsos sexuais e relacionamentos casuais. Usamos e jogamos fora.

Em ambientes assim, valores antes cultivados, se desmontam. Falo de coisas como fidelidade, família, moralidade, verdade, ética e amizade. Isso ainda existe, mas em uma nova versão regida por normas circunstanciais. Algo, que pode mudar com o dia, a hora, a circunstância e os interesses pessoais.

Bom, aqui termino a minha viagem pelo absurdo e volto para a minha varanda. Ela é real, mas não dispenso a visita de amigos virtuais. As árvores são naturais, as pessoas menos artificiais, a grama é de verdade, os passados não são de louça, o solo tem lama, as flores são perfumadas e ainda tenho você. Tenho o mesmo Deus, que você tem aí, e me sinto mais vivo.

Ubirajara Crespo 
A Bíblia do Guerreiro, a estação de tratamento e abastecimento onde você precisa parar todos os dias. O remédio mais eficaz para tratar o seu coração é a Palavra de Deus.