19/06/2013

A arma forjada contra mim


TEXTO: Is 54:17 "Toda arma forjada contra ti não prosperará; toda língua que ousar contra ti em juízo, tu a condenarás; esta é a herança dos servos do SENHOR e o seu direito que de mim procede, diz o SENHOR". 

Podemos nos tornar pretenciosos ao tentar aplicar a Igreja, textos bíblicos originalmente remetidos a Israel. Rua certa, mas numero errado não garantem a chegada ao destino pretendido. 

Nesta passagem Deus se coloca como marido de Israel, assim como Jesus assumiu a posição de noivo da Igreja.

"Porque o teu Criador é o teu marido; o SENHOR dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; ele é chamado o Deus de toda a terra" (Is 54:5). 

Deus usa estes adjetivos exclusivamente em seu relacionamento com Israel e Jesus jamais os utilizou ao se relacionar com a Igreja. "Noivo, Alfa e Omega, Principio e Fim, Cordeiro de Deus", são alguns dos títulos que mais usou, pois a Igreja não é uma nação constituída para defender algum território, monumento ou propriedades. Não precisa de general nem de cavaleiro, mas do cabeça e de seus atalaias, pois é a guardiã da Palavra de Deus.

A noiva de Cristo é o seu Corpo todo, e eu apenas uma microscópica parte do Corpo. Apesar de minúsculo sou tratado com amor e carinho e apesar de ser amado, sou minúsculo e devo reconhecer isto.

Quando pedi a Lidia em casamento, achava o seu joelho lindo, ao ponto de não conseguir desviar dele o meu olhar, mas não me casei com este pedaço, mas com ela, uma pessoa que ainda me encanta.

Ela não tem mais os mesmos joelhos que me mostrava quando éramos apenas namorados. Um deles foi recentemente trocado por uma prótese metálica e alguns parafusos, mas mesmo assim ela continua sendo ela e a amo um pouco mais todos os dias. 

Nem sabemos onde foi parar a sua rotula, mas não dei a minha vida pra ela, dei para a Lidia. Mesmo depois de 40 anos de casados quero esta mulher assim mesmo.

Se fosse assim eu teria ouvido o saudoso pastor Ziegler me perguntar: - Ubirajara, você aceita esta rotula como sua legitima esposa? 

- Não! Responderia, quero ela toda. 

- Então eu não os declaro marido e mulher.

Seria uma situação ridícula e a ilustração, apesar de tosca, mostra similaridades entre estes dois tipos de relacionamentos. 

Antes de tomar posse de uma promessa preciso ter certeza de que foi dirigida a mim de forma total ou parcial. A proteção divina é certa, pois foi prometida aqueles que o buscam, mas nem sempre é incondicional.

Alguns capítulos mais para frente (59.2) o próprio Isaías diz que os nossos pecados fazem separação entre nos e o nosso Deus e encobrem o seu rosto de nos, para que não ouça.

Seremos estabelecidos sim, mas se formos praticantes da justiça e não por causa de declarações positivas sem santidade prática. Posição sem procedimento não fornece proteção.
"Serás estabelecida em justiça, longe da opressão, porque já não temerás, e também do espanto, porque não chegará a ti" (Is 54:14). 

Nossos formatos litúrgicos jamais convencerão Jeová a ser o nosso Cavalheiro. Ele quer santidade do tipo que não praticamos no trânsito nem no futebol, admitindo para o juiz que colocamos a mão na bola ou que foi penalti mesmo. 

"Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR" (Is 55:8).

Jeová não será o meu cavalheiro somente porque declaro que ele é, mas porque lhe cedi as rédeas da minha vida e obedeço todos os seus comandos.

Se nos soltarmos, ele nos soltará, mas se nos apegarmos, ele nos abraçará. Em nossa relação com Deus, nunca permitiremos que haja um tempo de deixar de abraçar. 

"...num ímpeto de indignação, escondi de ti a minha face por um momento; mas com misericórdia eterna me compadeço de ti, diz o SENHOR, o teu Redentor" (Is 54:8).


Ubirajara Crespo
A Bíblia do Guerreiro, a estação de tratamento e abastecimento onde você precisa parar todos os dias. O remédio mais eficaz para tratar o seu coração é a Palavra de Deus.