24/06/2013

Gays precisam ser curados?

A chamada Cura Gay não é um atestado de doença, mas a defesa do direito de ir de vir para qualquer lugar ou condição. Esta estrada precisa ser de mão dupla.

Não podemos criar leis que abram estradas para transeuntes que desejam caminhar em direção ao homo e fechem as que facilitem o caminhar em direção ao heterossexualismo.


Arrependimento também não é doença.


Se for constatado que é uma doença, como é defendido por muitos, a resposta é sim. Se, porém, o homossexualismo for tratado como um pecado, precisa de arrependimento e fé, como ocorre com qualquer outro tipo de pecado. A intervenção de um psicólogo seria uma tentativa de minimizar os efeitos colaterais provocados por qualquer tipo de pecado.

Uma pessoa viciada em drogas, por exemplo, pode se libertar, mas precisa ser acompanhada em sua luta contra os problemas que as drogas lhe causaram. Desorientação, redução de sua capacidade mental, afetações emocionais provenientes deste comportamento autodestruidor.

Algumas pessoas se tornaram gays ou tiveram seu comportamento agravado por causa de revoltas, traumas emocionais, rejeição, autoimagem negativa e outras compulsões que pesaram sobre a sua decisão de serem gays. Isto pode impedi-los de serem determinados na sua decisão de se afastarem deste comportamento.

Há ainda os que por causa da forte discriminação social da qual foram vítimas, carregam problemas de insegurança, medo de rejeição e uma visão negativa de si mesmos. O seu tratamento teria mais a ver com estes desiquilíbrios do que propriamente com o fato de serem gays. A sua aceitação entre os cristãos facilitará a sua restauração à condição de homem, que seria facilmente detectada pelo exame de seu DNA.

Antes de tomar uma decisão definitiva, é preciso entender o que é um tratamento psicológico. A Bíblia de estudo do guerreiro lhe ajudará a encontrar o caminho.


Não será usada a ciência humana para quem se submete ao poder do Espirito Santo. Veja que a cura gay se estendera principalmente aqueles que ainda não se converteram, A grande parcela da população alvo deste tipo de tratamento não é evangélica. Não existe cristão gay. Ou somos cristãos ou somos gays. Não podemos ser as duas coisas ao mesmo tempo. 


Cristãos só acreditam na existência de duas classes: Os cristãos que lutam contra o suas tendências homossexuais e do outro lado os não cristãos.

Entre os não cristão se existem os que lutam e os que não lutam. Não será por deixar o homossexualismo que as pessoas irão para o céu. Para o Céu só irão os convertidos. Isto é o que a Bíblia ensina, a gente crê ou não crê.

Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. 1 Coríntios 6:10


Ubirajara Crespo
A Bíblia do Guerreiro, a estação de tratamento e abastecimento onde você precisa parar todos os dias. O remédio mais eficaz para tratar o seu coração é a Palavra de Deus.