05/11/2013

O Brasil ou as pessoas para Cristo?

Se Deus quiser conquistar o Brasil, e ainda de quebra, todas as demais nações, ele conquista na hora que bem entender. Mas existem coisas que ele não fará através da Igreja, conforme está declarado nas Escrituras. O mundo, como sistema, já escolheu o seu Deus e o nosso papel é resgatar as pessoas, uma por uma do sistema. Já está marcado o dia em que o mundo será entregue nas mãos do Senhor e do seu Cristo e o método será a tomada a força e não na negociação. 
O Armagedom está chegando.

"... o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus". 2Co 4:4O.

Brasil é uma instituição, uma organização humana, e isto é impessoal, não são as constituições que se convertem, são as pessoas que as dirigem e trabalham nelas. Pessoas é o que Deus quer.
Estamos no Brasil, mas não somos dele. Instituições se posicionam por decretos, por decisões do legislativo, ou do poder executivo e talvez do poder bélico. Nossa tarefa como Igreja é tirar desta instituição maior o maior número possível de pessoas, mas não instituições, empresas, coisas, objetos, etc. 

A gente não conquista cidades, conquista pessoas que moram nela. A cidade é impessoal, um substantivo neutro, sem alma. 

As almas estão dentro dos cidadãos e é atrás delas que corremos. Nada é tão notório quanto isto: Quanto mais íntimo o nosso relacionamento com as instituições, mais diluída fica a nossa mensagem e a nossa prática cristã.
Ubirajara Crespo
A Bíblia do Guerreiro, a estação de tratamento e abastecimento onde você precisa parar todos os dias. O remédio mais eficaz para tratar o seu coração é a Palavra de Deus.