29/12/2013

A covardia do diabo

Não sabemos o motivo pelo qual coisas tão sérias acontecem conosco tão perto umas das outras. Logo depois de ser roubado, você adoece, em seguida é demitido, mais alguns meses morre uma pessoa amada ou bate o carro, etc.

O diabo é covarde e tenta golpear sempre no mesmo lugar, criando vulnerabilidades se aproveitando de nossas fraquezas para bater mais e mais.

Ele usa pessoas vulneráveis a ele, para atingir quem sabe se proteger de ataques diretos.

Pode ser uma tentativa de nos atingir por tabela. E olha que uma cesta desta, quando feita contra quem é guia de um rebanho, vale bem mais do que 3 pontos para o time adversário.

Como ovelhas não devemos acrescentar reações do tipo: - como ele pode ser tão afetado, se é um pastor. Um rebanho insensível é capaz de ferir muito profundamente o seu pastor, quando deveria participar das batalhas a seu favor.

Gálatas 6:2: Levem os fardos pesados uns dos outros e, assim, cumpram a lei de Cristo.

Quando a Igreja passa por uma boa fase, os ataques se intensificam e o pastor não é o único a sofrer ataques na área da saúde. Com ele as colunas e outros membros também são atingidos.

É claro que muitos presbiteros (anciãos) cruzaram a linha da canseira e do enfado (melhor idade), mas se perseverarmos em crer, continuaremos blindados pela "armadura de Deus", que cabe, sem precisar de arranjoa, em pessoas de todos os tamanhos e posições. A armadura é construída com qualificações e não com ectoplasma.


Lutar pelo bem estar de nossos líderes é lutar por todo um rebanho.

Vamos andar juntos.

Levai as cargas uns dos outros é bíblico, criar sobrecargas equivale a construir ninhos para demônios chocarem ovos de discórdia, indiferença, intriga, mágoa, desavença e de inúmeras outras espécies de aves de rapina.


Ubirajara Crespo

A Bíblia do Guerreiro, a estação de tratamento e abastecimento onde você precisa parar todos os dias. O remédio mais eficaz para tratar o seu coração é a Palavra de Deus.