06/07/2016

O púlpito é o local onde a autenticidade se encaixa melhor

Campanha em prol da autenticidade. 

Existe uma postura ideal a ser mostrada no púlpito? 

Claro que não!


Simplesmente seja você mesmo e não permita, que nenhuma instituição religiosa molde o seu visual. O bom senso nos impede de agir de forma inconveniente, fazendo coisas como limpar o nariz, usar cotonetes nas orelhas ou coçar o dedão do pé, principalmente se você for o centro das atenções. Isto, porém, não tem nada a ver com a religiosidade.

Seja Alegre, se isto revela o seu eu real, seja sóbrio somente se este for voce, faça gracinhas, se esta postura mostrar quem você é. 

Jamais represente um papel e nunca use máscaras religiosas adaptáveis ao ambiente litúrgico presente. 

Se você é do tipo que tenta agradar, melhor ficar na cadeira, pois nela, só engana a quem estiver, na cadeira ao lado, assistindo a sua dramaticidade religiosa. 

Não mostre no púlpito aquilo que você não é fora dele. O púlpito não é o lugar mais sagrado do universo. Este lugar é você e a mensagem, ambas sem imagens sobrepostas. Fale e gesticule do seu jeito, deixando a fértil criatividade divina pincelar a Palavra exposta com autenticidade e transparência. 
Não se recrie, foi Deus quem lhe fez assim, portanto, deixe a mensagem fluir, sem medo ou vergonha, através desta maravilhosa obra de Deus, que é você. 

Nada mais chato, conflitante e inútil do que a verdade sendo transmitida por uma mentira.

Ubirajara Crespo 
A Bíblia do Guerreiro, a estação de tratamento e abastecimento onde você precisa parar todos os dias. O remédio mais eficaz para tratar o seu coração é a Palavra de Deus.